Sexta-feira, 2 de Outubro de 2009

Promiscuidades

 

 

 

- Olha lá, agora que as eleições terminaram, e que já sei que não vou ter estofo para aguentar sozinho as exigências da vida, o que achas que devo fazer?...

- Tens de te casar com outra força partidária!

- Eh pá, tem de ser logo casar?...

- Ok, podes “amantizar-te”.

- Assim parece-me melhor. Mas como vou fazer isso?

- Tens de ir “engatar” cada uma das forças políticas.

- Mas olha que com a (P)eluda (S)em (D)ecoro, eu não quero nada. Nem vou tentar falar com ela.

- Acho que fazes mal… Mas já agora porque não queres nada com ela?

- Porque nunca seria capaz de me deitar com ela em plena Assembleia das Leis!

- Bom, tu é que sabes, lembra-te no entanto que está o teu futuro em jogo.

- Mas achas que tenho de falar com todas?...

- Olha na verdade não é preciso.

- Então?...

- Realmente...  só  tens  de  falar com a...  (C)ândida  (D)ocumenta  (S)ubmarinos, porque com as outras não arranjas dote suficiente para te aguentares no futuro.

- Mas tenho um problema em ficar com ela…

- Qual é?...

- Eu até me consigo virar para a direita, o problema é da cama. Como sabes inclinaram-ma para a esquerda.

- E depois?..

- Oh!... Depois não consigo estar de frente e aconchegadinho a ela.

- Nem queiras, senão depois começa-te a pedir outras coisas.

- Como assim?...

- Agora vão encaixar-se pelo rendimento social e pela justiça. Mas se lhe dás muitos mimos, começa-te a pedir para te encostares à redução dos impostos, e depois à lavoura, e a seguir vais ter de aliviar os sindicatos…

- Então, e vou ter de dormir com a (C)ândida (D)ocumenta (S)ubmarinos durante quanto tempo?...

- Não sei (P)roxeneta (S)implório, mas primeiro ainda temos um “trabalhinho” para fazer.

- Qual?...

- “Endireitar” a tua cama, amigo!

 

 

publicado por Tretoso_Mor às 00:51
link do post | comentar esta TRETA | ver comentários (19) | favorito
Segunda-feira, 28 de Setembro de 2009

Eleições

 

 

 

 

Afinal, quem ganhou as eleições?...

 

 

Foi o PS com a maioria relativa?...

Foi o CDS com o maior crescimento do número de deputados eleitos?...

Foi o Bloco de Esquerda com o maior crescimento percentual ?

Foi a CDU, ganhando a certeza do conhecimento do eleitorado conservador?...

 

 

Nada disso.

Para mim, quem ganhou as eleições foi o PSD!

 

Ganharam o direito a substituir a Tia Mané.

 

É que nestas coisas de poder, há sempre a tendência para se estar agarrado à cadeira, veja-se o pedido da “vencedora”, para que só se comemore a sua saída, depois das eleições autárquicas.

 

 

 

publicado por Tretoso_Mor às 20:59
link do post | comentar esta TRETA | ver comentários (22) | favorito
Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

Que confusão!

 

 

 

Vamos lá a ver se nos entendemos!

 

Como querem que um gajo vá votar, se ainda não pararam de dizer mal uns dos outros, sem conseguirem dizer bem do que se porpõem fazer?

 

 

Não como gelados com a testa!...

 

 

publicado por Tretoso_Mor às 23:05
link do post | comentar esta TRETA | ver comentários (18) | favorito
Domingo, 13 de Setembro de 2009

(De)Bate #6: A Política e a Silicone

 

 

 

O sexto tema sujeito a (de)bate neste Tasco, surge hoje.

 

(De)Batam como, quando e em quem quiserem, mas não percam o entusiasmo, por favor!

 

Deixo aqui uma nota. Poderei não conseguir responder aos comentários logo quando os enviam. Procurarei, no entanto, publicá-los assim que mos enviarem e agradeço que respondam uns aos outros, interagindo dinamicamente.

 

Em vésperas de campanha eleitoral, gostaria de saber como cada um de vós, nos tentariam convencer a votar no vosso nome.

 

É uma tentativa para saber o que deve mudar no discurso político.

 

Eu começo a estar um pouco “cheio” dos discursos vazios, das querelas pessoais expostas em público durante a campanha, das pseudo promessas!

 

Costumo fazer a analogia da política com a silicone:

 

A fantasia da imagem, perante o vazio da realidade!

 

Mas isto sou eu que, com a idade, me tornei incrédulo.

 

Digam de vossa justiça.

(De)Batam entre vós as vossas TRETAS!

 

O Tasco está aberto!

Contem de vossa justiça!

Venham daí as vossas TRETAS!

 

publicado por Tretoso_Mor às 23:28
link do post | comentar esta TRETA | ver comentários (12) | favorito
Quarta-feira, 29 de Abril de 2009

Nova corrente política

 

 

O Jornal da TRETA conseguiu uma entrevista exclusiva do líder do Partido Crianças ao Poder,  o Menino (Men.) Parque das Ilusões.

 

 

- Boa tarde, Men. Parque das Ilusões. Em primeiro lugar gostaria de saber a tua idade.

- Olá!.. p Páke tem t’êche anos. Olha, vês os dedos?...

- Muito bem, lindo menino!... eheheh

- Olha Parque, queres contar-nos como é que a vossa classe sente a crise que se vive?

- Poiche!... Os meninos sof’em muiiiiito!... Olha, eu dantes tinha “tinonis” g’andes, g’andes!... Mache ago’ia o meu papá só pode comp’ai os bombei’os caninos!...

- Mas deixaste de ter brinquedos?..

- Nããã… O papá ago’ia comp’a no me’cado da segunda mão! É uma ôt’a opo’tunidade de fajei novos negóchios.

- Ah!.. então isso quer dizer que tu encontraste mercados alternativos!...

- Dããh!.. Toda a gente chabe icho!... mas quando fô’ g’ande que’lo te’le um loja de b’inquedos.

- Sim, mas…

- Mas nã pocho ter Ba’bies lá na loja p’á Joana e p’ás amigas dela!..

- Então porquê?..

- Po’que as Ba’bies são impo’tadas da Amé’lica e com a qu’ise, o tostão vai cai’le e depois vão custa’le muito mais.

- Muito bem!... estou pasmado!...

- Tu tás é pa’vo!... Toda a gente chabe icho!...

- Pois!...

- Olha, e tu nã me digas que nã chabes po’que é que che tem de dejenvolvei a indust’ia!...

- Não!...

- Po’que senão tam’ém num temos pa’kes infantis!

- Como?..

- Chim, chem indust’ia, temos tam’ém de impo’tai as pechas pa’ia monta’le o pa’ke!

- E o que achas que se pode fazer pela educação?..

- Muiiiiito!... Olha, o meu mano nunca me lê ‘tórias quando vou fazei óó!

- Sim, mas o que quer isso dizer?...

- Atão, qu’é dijei que a p’ofesso’ia nã b’incou com ele e ele ago’ia nã qu’é b’incai comigo!... E depois eu tam’ém não vou binca’i com os ôt’os meninos!..

- Muito bem!... E quanto à justiça, o que tens a dizer…

- Olha, quando os maus fajem mal, deviam levai pontapés até fazele dói-dói! Depois, eles nã fajiam mal ôt’a vez! E quando se po’tam só mal, ficavam vi’ados p’á pa’iede muito tempo!

- Muito obrigado pela tua entrevista.

 

(Devo ter-me passado de vez, mas apeteceu-me fazer isto!)

 

tags:
publicado por Tretoso_Mor às 00:29
link do post | comentar esta TRETA | ver comentários (13) | favorito
Quinta-feira, 6 de Novembro de 2008

O novo “chefe” do Tio Sam – (II)

Estou grato a todos pelo vosso contributo ao repto que lancei.

 

Para ser franco, não tenho uma opinião tão sólida quanto aquela que tinha de Bush quando este se candidatou: “Este gajo não presta, mesmo!”.

 

Em todos vós ficou patente o sentimento de mudança que Obama trouxe. E o curioso é que, tal como já li num comentário a outro Post sobre as eleições dos EUA, achei um maior entusiasmo das pessoas com quem falei sobre estas eleições, do que se verifica ultimamente em eleições em Portugal. Talvez na realidade sintamos a grande dependência que existe para com aquele País, muito embora tentemos ignorá-la.

 

Obama nunca teve um discurso “Lutheriano”. Não necessitava, pois actualmente, as clivagens racistas não são tão acentuadas, embora existam como referiram, e muito bem. Mas pelo menos, no capítulo económico denotou preocupação com o nivelamento socioeconómico de determinados estratos da população. Claro que foi logo apelidado de “Socialista”, valendo o que vale, hoje em dia, esta definição.

 

Se esta confiança politica se mantiver, certamente a confiança económica virá por arrastamento. Há no entanto, um factor preponderante que contribui para a confiança económica, complementar ao que referi anteriormente, o qual foi também referido nos comentários deixados:

 

A gestão das expectativas.

 

Obama, deixou as expectativas dos Americanos altas. Nada que não se possa gerir, mas o suficiente para que, quando tiver de tomar medidas de contenção para fazer face à crise económica, o aumento dos impostos, por exemplo, poder contar com uma barreira forte por parte da oposição e daqueles que não votaram nele.

 

No capítulo Internacional, Obama parece-me que teve maior apoio dos países, que do povo Americano. Este facto é de extrema importância para a resolução de situações de conflito e para o relançamento da economia Americana. Curiosamente, eu vejo em Obama, um excelente “promotor” dos EUA nos mercados Internacionais.

 

Enfim, eu também acredito no Senhor Obama.

 

Estou grato pelo vosso contributo.

 

Tretices apartidárias para todos.

 

publicado por Tretoso_Mor às 10:06
link do post | comentar esta TRETA | ver comentários (22) | favorito
Quarta-feira, 5 de Novembro de 2008

O novo “chefe” do Tio Sam

 

Este Senhor, Barack Obama, acabou de ser eleito Presidente dos EUA.

 

Numa fase conturbada do país, onde as questões económicas, sociais e até políticas se têm apresentado de difícil resolução, gostaria de “ouvir” a opinião de quem me lê, sobre o que será o futuro do país e, consequentemente, as implicações com os restantes países do Mundo, com esta nova realidade.

 

(Nota adicional: Sintam-se à vontade para fazerem um fórum de discussão, se assim o entenderem)

 

Aguardamos as vossas TRETAS.

 

publicado por Tretoso_Mor às 09:28
link do post | comentar esta TRETA | ver comentários (20) | favorito
Terça-feira, 21 de Outubro de 2008

A crise financeira em Portugal e a sua solução.

Crise financeira

Pensem lá comigo só uma coisa, para ver se esta TRETA faz sentido.

 

Os Americanos apanharam uma “gripe” económica do caraças, estando nós portugueses a temer, desde já, que possamos vir a contrair uma pneumonia.

 

A profilaxia adoptada foi umas injecções de capital no sistema financeiro, o qual, funciona para qualquer economia como o sistema linfático do corpo.

 

A malta, do lado de cá do Atlântico, na Real República do Troca-o-Passo, resolvemos seguir a mesma política de actuação dando uma dose mais pequena, não só porque temos um corpo mais pequeno, mas principalmente porque ainda nem sequer começámos a espirrar.

Mas como o seguro morreu de velho, disseram-nos os radiologistas e outros especialistas, vá de começar já a dar umas injecções.

 

Entretanto pus-me cá a pensar umas TRETAS…

Nos EUA, a falência técnica dos Bancos, um dos órgãos mais sensíveis do “corpo económico”, acontece com 4% de incobráveis. Os tipos ainda estavam na média dos 3,5%, valor já acima do limiar de segurança para o órgão não entrar em colapso (3%), mas com previsões de, no final do ano chegar aos 6%.

Aqui na nossa Real República, andaremos acima dos 16% de incobráveis, tendo já vivido este País à beira-mar plantado com 22% de incobráveis, sem nunca ninguém se atrever a falar de falências ou colapsos!...

 

Continuando eu com as minhas TRETAS, estranhei que, mesmo sem o Banco Central da Real República ter apresentado projecções para esse indicador (taxa de incobráveis para os Bancos a operar na Real República, o que aliás até tem sido assunto tabu entre nós), aparecessem os Bancos a reclamar um tratamento idêntico, através de umas injecções do mesmo produto usado nos EUA. Quer dizer, não bastava que o Governo lhes purificasse o ar, ou aumentasse a temperatura exterior aquecendo a economia. Tinha de ser mesmo uma entrada intravenosa.

 

Estranho!....

Bom, isto parece estar a tomar um caminho interessante, ou seja, os nossos médicos (gestores) começam a tomar medidas preventivas (por antecipação), em vez de curativas (por reacção). Não é mau, mas não é normal!...

 

Ei!...

Entretanto lembrei-me de outra coisa.

Vem aí o QREN.

 

Alto!...

QREN quer dizer balão de oxigénio (dinheiro para renovação e modernização)!...

 

Espera!....

A maior fatia é para o Estado por a respirar directamente a Administração Central, outras Entidades Públicas, o sector empresarial do Estado, o desenvolvimento regional e, indirectamente, algumas empresas do sector privado.

Ou seja, embora a minha opinião seja uma TRETA, acho que a malta vai receber uma pipa de massa para fazer uma operação….Plástica!... Claro que só pode ser uma TRETA de uma opinião, considerando historicamente os benefícios que se retiraram da aplicação dos fundos comunitários, durante anos!...

Mas voltando ao que interessa, todo este processo de renovação e modernização vai ser executado por alguém. Entidades externas terão de fazer o trabalho, logo, terão de primeiro encher bem os pulmões de ar fresco (investimento, designação económica), para fazer face à apneia a que se vão sujeitar, pois todos sabemos que as facturas para o Estado têm data de emissão, só não têm o ano do recebimento!...

 

Calma!....

Então, quem vai fazer o trabalho tem de comprar umas “garrafinhas de oxigénio” (financiamento) para suportar esta TRETA.

A forma mais comum de comprar estas “garrafinhas”, será através da Banca.

 

Caramba!....

Vêm aí eleições.

Daqui por um ano e meio as Autárquicas e a seguir as Legislativas.

O trabalho tem de ser feito sem pôr em causa o cumprimento dos prazos. As Plásticas de maior impacto (Obras Públicas e os grandes projectos de modernização) terão de estar concluídas a tempo da “passagem de modelos”. A campanha eleitoral é uma verdadeira feira de vaidades de quem pode gastar o erário público.

 

Ora aí está!....

Vai realizar-se o Concurso “Moda Real República do Troca-o-Passo”.

O Organizador e Produtor do concurso garante toda a logística requerida face ao que tem sido necessário em anos anteriores.

O Concurso “Moda Real República do Troca-o-Passo” já tem datas marcadas.

Os Governantes querem concorrer e ganhar o concurso.

Já contrataram as meninas para passar os modelos.

Precisam das meninas com a saúde imaculada.

Precisam das meninas com aparência escultural.

O Organizador e Produtor acordou os custos com os tratamentos e as operações.

 

Mas….

O organizador do concurso, os Bancos, à ultima hora…. Dizem que… Ah e tal, como o concurso se vai realizar à noite… Precisamos de um adiantamento para os tratamentos e para as operações.

Ah!... E já agora!... Como é de noite, precisamos também de comprar mais iluminação.

 

Será que foi uma TRETA esta minha dedução?....

 

publicado por Tretoso_Mor às 10:43
link do post | comentar esta TRETA | ver comentários (35) | favorito
Segunda-feira, 20 de Outubro de 2008

53% - Vitória da TRETA nos Açores!

 

Crónica política de um jornalista do Diário da TRETA.

 

Com 53%, o Partido Abstencionista venceu as eleições nos Açores.

 

Começa aliás a ser uma prática corrente este Partido democrático vencer todas as eleições realizadas em Portugal.

O Partido Abstencionista, vinha ganhando o seu espaço no panorama político Português. Em sede de eleições Nacionais ou Regionais, este partido silencioso veio ganhando um ascendente significativo, cifrando-se os seus votos nos últimos anos, sempre acima dos 50%.

 

Fazendo um pouco de história, os primeiros votantes, saíram de vários grupos perfeitamente identificados; os doentes, muitos deles acamados, os analfabetos, aqueles que não entendem nenhuma das palavras de 25 euros proferidas nos discursos e os “baldas”, os militantes incondicionais dos fins-de-semana fora das localidades onde se encontram recenseados. Nesta altura, o Partido Abstencionista, tinha um espectro de apoiantes muito reduzido, situando-se na faixa dos 5 a 7%.

 

Com o tempo, a aderência a este movimento político foi aumentando, conseguindo-se hoje identificar, como principais apoiantes, os discordantes com todo o sistema político vigente (os tais 50%).

 

Ficámos muito admirados, nós jornalistas do Diário da TRETA, que a vitória tivesse sido atribuída a outro partido político, sem uma referência sequer aos grandes vencedores. Poderíamos aqui falar em pouco “fair-play”, mas na realidade, verificamos que, por imposição das regras constitucionalmente aceites pelos outros 47% da população, o Partido abstencionista, será sempre excluído.

 

Entrevistado um dos apoiantes deste movimento político, dizia-nos:

 

“Tenho consciência que votar é um DIREITO que me assiste, mas só o reconheço como um DEVER, quando a classe política considerar também um DEVER, debruçar-se sobre os motivos porque o nosso Partido atinge níveis tão elevados de aderentes”

 

E Disse mais este apoiante do Partido Abstencionista:

 

“Pelo menos eu, não votando, fico com o meu nome vinculado à minha atitude, porque toda a gente sabe que não votei, enquanto que se votasse em branco ou nulo, ninguém saberia para que lado estava a “tombar”…”

 

Na redacção deste jornal, tentámos recolher outras notícias sobre a forma como este partido tem sido discutido em Portugal. Curiosamente, só encontrámos artigos, sobre este movimento político em… Espanha!..

 

Quando será que se institucionaliza este partido político?

Ou quando será que se tomam medidas para que ele não tenha razão de existir?...

 

(Crónica do enviado “especial” aos Açores, O Tretoso das Notícias.)

 

publicado por Tretoso_Mor às 08:51
link do post | comentar esta TRETA | ver comentários (24) | favorito
Quinta-feira, 2 de Outubro de 2008

TRETAS breves

 
" Os políticos e as fraldas devem ser mudados frequentemente e pela mesma razão"
 
Eça de Queiroz
publicado por Tretoso_Mor às 12:51
link do post | comentar esta TRETA | ver comentários (36) | favorito

.mais sobre o Tretoso_Mor

.pesquisar nesta TRETA

 

.Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.TRETAS recentes

. Promiscuidades

. Eleições

. Que confusão!

. (De)Bate #6: A Política e...

. Nova corrente política

. O novo “chefe” do Tio Sam...

. O novo “chefe” do Tio Sam

. A crise financeira em Por...

. 53% - Vitória da TRETA no...

. TRETAS breves

.arquivos da TRETA

. Junho 2010

. Março 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.links de TRETAS

.contador da TRETA

online

.Prémios

Premio Bluevelvet
blogs SAPO

.subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSTag política